A defesa de uma tese para a especulação (futura)  de uma universidade queer, ou uma multiversidade. Uma palestra-performance de Rogério Nuno Costa.


Retrospetivando e concluindo a prática investigativa que me tem ocupado desde 2015, em projetos para-académicos que co-existem nas interseções entre Arte, Ciência, Filosofia e Cultura Pop, MULTIVERSIDADE propõe a produção e apresentação de um discurso especulativo e “pós-ficcional” que ambiciona a previsão do futuro da Universidade através do exercício queer da falha, enquanto dispositivo de resistência (anti-corporativa/capitalista e anti-heteronormativa) aos atuais modos hegemónicos de produção de conhecimento. Apresentada provisoriamente na Rua das Gaivotas 6 em Maio de 2021, a palestra-performance constrói-se a partir da teatralização de uma comunicação científica “light”, na senda de uma TED talk de inspiração motivacional para ser difundida acriticamente nas redes sociais, confrontando o status quo da pós-verdade, da massificação e da hiper-especialização. A defesa de uma tese (enquanto performance) estruturada em torno de várias teorias científicas, pseudo-científicas, para-científicas e anti-científicas que efabulam a probabilidade de mundos outros, paralelos ou perpendiculares àquele que conhecemos. O texto elabora alternativas utópicas aos atuais modelos educacionais ultra-liberais, confrontando-os com a possibilidade de uma “universidade de múltiplos”, uma meta-universidade, ou uma multiversidade. O projeto consubstancia um dos resultados práticos da bolsa de investigação “Reclamar Tempo”, que me foi atribuída em 2020 pelo Teatro Municipal do Porto, fazendo a súmula de um conjunto de contribuições e colaborações acumuladas em modelos de trabalho experimentais (laboratórios, grupos de trabalho, workshops, publicações) desde 2015, em parceria com festivais, estruturas de formação independentes e instituições académicas em Portugal, Alemanha, Países Baixos, Roménia, Finlândia e Canadá: Tanzfabrik, Circular Festival, ArtEZ Uiversity of the Arts, Atelier Real, e-motional | rethinking dance, Aalto University, Future Places, Porta33, Creative Commons Global Summit, Armazém 22, Núcleo de Investigação em Estudos Performativos da Universidade do Minho e Centro em Movimento.

Apresentações:

Rua das Gaivotas 6, Lisboa, maio 2021
CAMPUS Paulo Cunha e Silva, “Open Days”, Porto, junho 2021
Fábrica das Ideias/23 Milhas, Encontro E.S.C.O.L.A.S., Gafanha da Nazaré, setembro 2021
Rómulo Centro de Ciência Viva, Colóquio Internacional “Teatro Sobre Ciência: teoria e prática”, Coimbra, novembro 2021
Aalto University, School of Arts Design and Architecture, Espoo (Finlândia), junho 2022


Fotos © Alípio Padilha. Estreia na Rua das Gaivotas 6, Lisboa, maio 2021.


MULTIVERSIDADE é a conferência-performance que fecha o Ano Três (2019-2020) do projeto de investigação meta-académica Universidade/Yliopisto, com curadoria e direção artística e editorial de Rogério Nuno Costa, projeto co-financiado pelos programas Aalto Arts, Department of Art Grants (Aalto University, Finlândia), Reclamar Tempo (Teatro Municipal do Porto) e Garantir Cultura/Fundo de Fomento Cultural (Portugal). Residências: Kallio Stage (Helsínquia, 2020) e CAMPUS Paulo Cunha e Silva (Porto, 2021).

Laboratórios: Hogeschool voor de Kunsten (Arnhem), Circular – Festival de Artes Performativas de Vila do Conde, E-motional | Re-Thinking Dance (Bucareste), Arthouse (Espoo), Porta33 (Funchal), Creative Commons Global Summit (Toronto), Núcleo de Investigação em Estudos Performativos da Universidade do Minho (Guimarães), Centro em Movimento (Lisboa). Apoio à produção: Ballet Contemporâneo do Norte | Artista Associado (Sta. Maria da Feira).

O projeto global será concluído em 2023 com uma publicação retrospetiva e a edificação física de uma “multiversidade” (precária, temporária e peripatética) nas cidades do Porto e Helsínquia.

MULTIVERSIDADE [promo] from Rogério Nuno Costa on Vimeo.


|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
|
Texto/Performance: Rogério Nuno Costa
Artwork/Sound Art: Jani Nummela