Unfin-feedback

Paralelamente ao conjunto de 3 seminários teórico-práticos, 2 laboratórios experimentais, 2 conferências-performance e 2 academias observadoras “em reunião”, a Escola de Verão UNFINISHED propõe aos participantes-em-residência um espaço de pesquisa teórico-prática com vista ao ensaio de novos paradigmas educacionais, modos de subjetivação e metodologias de investigação híbridas e fluidas, promovendo uma plataforma colaborativa de pensamento inter/trans-disciplinar que se pretende não-hierárquica e horizontal. Cada participante desenvolverá um “projeto-em-progresso”, em regime de cooperação e colaboração, durante um macro-seminário que amplificará, técnica e conceptualmente, as suas ideias, inquietações e urgências. Uma incubadora para o mapeamento de processos, ativação de metodologias de feedback e de transmissão/circulação de ideias, inventariação de práticas de investigação (art-based research), e visualização de processos de pesquisa, em diálogo sincrónico com os restantes seminários propostos pela Escola de Verão. Coordenado/facilitado por Joclécio Azevedo e Rogério Nuno Costa, PEER-TO-PEER REVIEW apresenta-se enquanto meta-laboratório experimental (e exploratório) com vista à recombinação e re-contextualização dos “projetos-em-progresso” por meio de novas articulações, interfaces e interferências.

***

Joclécio Azevedo (Brasil, 1969). Vive no Porto desde 1990. Os seus trabalhos atravessam diferentes disciplinas artísticas, tendo-se dedicado mais intensamente à criação coreográfica a partir de 1999. Tem participado regularmente em projetos de criação e investigação, desenvolvendo colaborações e integrando residências artísticas em diversos contextos, dentro e fora do país. Foi diretor artístico do Núcleo de Experimentação Coreográfica entre 2006 e 2011. É membro da direção plenária da GDA e do Conselho de Curadores da Fundação GDA desde 2010. A partir de 2012, integra o projeto Artista Residente da Circular Associação Cultural em Vila do Conde. Desde 2013, participa regularmente como formador no FAICC – Formação avançada em interpretação e criação coreográfica da Companhia Instável. Em 2016 trabalhou como assistente convidado no Curso de Especialização em Performance na FBAUP. Colabora, desde 2016, com o grupo Sintoma – Performance, Investigação e Experimentação, orientado por Rita Castro Neves e desenvolvido pelo i2ADS Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Rogério Nuno Costa (Amares, 1978). Ator, encenador, investigador e escritor, desenvolve trabalho artístico de caráter transdisciplinar. Apresenta espetáculos, performances, conferências e textos ensaísticos que exploram os campos do teatro, dança, artes visuais, literatura, filosofia e antropologia. Com formação académica em Comunicação Social, História da Arte Contemporânea e Cultura Contemporânea & Novas Tecnologias, desenvolve investigação em Visual Cultures, Curating and Contemporary Art na Aalto University (Finlândia) e no Grupo de Investigação em Estudos de Performance da Universidade do Minho. Advisor no Transart Institute (Berlim e Nova Iorque). Como intérprete, co-criador e colaborador artístico, trabalhou com Mariana Tengner Barros, Patrícia Portela, Teatro Praga, Sónia Baptista, Lúcia Sigalho, Teresa Prima, Joclécio Azevedo, Susana Mendes Silva, entre outros. Colaborador assíduo da companhia Estrutura. Curador do projeto UNFINISHED (Armazém 22) e consultor de programação no evento Gaia Todo Um Mundo. Professor convidado na Universidade do Minho (licenciatura em Teatro), lecionou na Escola Superior de Artes e Design (Caldas da Rainha) e na Hogeschool voor de Kunsten (Arnhem). Trabalha com vários artistas na condição de coordenador editorial e dramaturgo. Dirige o projeto documental do Ballet Contemporâneo do Norte, estrutura na qual é artista associado desde 2015. Trabalha atualmente na curadoria do programa de dança €UROTRA$H e no projeto de investigação meta-educacional UNIVERSIDADE.

+ info: UNFINISHED

Artwork © Jani Nummela